Como funcionam os vestibulares, o Enem e o SiSU hoje em dia?

O que é SiSU? Que nota o aluno precisa tirar no Enem? O que é essa tal de TRI? A UERJ tem duas vezes a 1ª fase? Como o aluno faz para entrar na PUC? Essas e outras perguntas são feitas com frequência por alunos e responsáveis, diante do complexo cenário de processos de seleção. Para tentar ajudá-los a entender um pouquinho melhor esse panorama, elaboramos um resumo esquemático que pode ser útil.

Para começar, é preciso entender que SiSU é a sigla para “Sistema de Seleção Unificada”. Trata-se de um sistema nacional, ao qual universidades públicas de todo o Brasil são chamadas a aderir, por decisão autônoma das próprias instituições. Ou seja, não existem faculdades particulares no SiSU, e nem todas as públicas fazem parte desse sistema. Pelo SiSU, os alunos utilizam a nota obtida no Enem para tentar uma vaga nos cursos oferecidos em todo o país.

Com esse esclarecimento, podemos resumir como cada universidade seleciona hoje seus futuros alunos:

  • Instituições participantes do SiSU no Rio de Janeiro:
    • UFRJ
    • UFF
    • Unirio
    • Cefet
    • UFRRJ (Rural)
  • Instituições que selecionam alunos com o próprio vestibular:
    • Diversas carreiras:
      • UERJ
      • PUC-Rio (50% das vagas)
      • FGV (Fundação Getúlio Vargas)
      • Ibmec
    • Apenas Medicina (todas particulares):
      • Faculdade André Arcoverde (Valença)
      • FMC (Campos)
      • FMP (Petrópolis)
      • Redentor (Itaperuna)
      • Souza Marques (Rio de Janeiro)
      • Suprema (Juiz de Fora)
      • Unifeso (Teresópolis)
      • Unifoa (Volta Redonda)
      • Unig (Nova Iguaçu e Itaperuna)
      • Unigranrio (Rio e Caxias)
      • USS – Severino Sombra (Vassouras)
  • Instituições que selecionam alunos com a nota do Enem (vagas ocupadas sem vestibular):
    • PUC-Rio (50% das vagas)
    • Estácio (Medicina)
    • Unigranrio (Medicina / 5 vagas em cada campus)

Vale ressaltar que, no caso da PUC-Rio, ao se inscrever no vestibular, o candidato deve indicar seu número de inscrição no Enem. Isso porque a instituição divide suas vagas em dois processos simultâneos: 50% delas são preenchidas pelo vestibular, e os outros 50% pela nota no Enem. A instituição identifica a melhor nota de cada estudante.

Como cada processo seletivo tem suas peculiaridades, sugerimos a leitura atenta dos perfis de cada um. Ao clicar nos links abaixo, você poderá visualizar um quadro explicativo, que inclui nossas recomendações de estratégia para cada objetivo.

Se seu interesse é entender como funciona a T.R.I. (Teoria de Resposta ao Item) – metodologia empregada no Enem para gerar a nota do aluno -, recomendamos a leitura deste nosso outro texto.

Se você gostaria de saber como funcionam as inscrições no SiSU, também temos um texto completo, atualizado com as informações do processo 2017.1.

Esperamos que esses resumos sejam úteis para uma melhor compreensão do panorama de provas a serem enfrentadas pelos alunos.

Autor: Bruno Rabin

Diretor Acadêmico do Colégio e Curso Pré-Vestibular de A a Z, do Rio de Janeiro.

Uma consideração sobre “Como funcionam os vestibulares, o Enem e o SiSU hoje em dia?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s